Cirurgia para tratamento das hemorroidas


Hoje em dia, a cirurgia para o tratamento definitivo da doença hemorroidaria ainda é causa de ansiedade e receio em muitos pacientes.

Receio e medo sem muito fundamento.

Vamos ver juntos as possibilidades de tratamento cirúrgico (não ambulatorial) das hemorroidas:

 

Hemorroidectomia tradicional

A hemorroidectomia tradicional (o aberta) é ainda o padrão ouro para o tratamento da doença hemorroidaria,não sendo demonstrado cientificamente que outras técnicas são superiores em termos de resultados.

Se a técnica for bem realizada, com a indicação correta e se a doença hemorroidaria não é tanto avançada por requerer intervenção ulterior, o desconforto pós operatório, pesadelo de muitos, é minimo.

Um pouco de dor na evacuação durante a primeira semana é o esperado, mas com auxilio de analgésicos, laxantes e antibióticos o desconforto não passa de meia hora nas 24 horas.

Um mínimo desconforto estrá presente assim que o processo de cicatrização será avançado, mas não impede o retorno ao trabalho em muitíssimos casos.

 

THD

A desarterialização hemorroidaria é uma opção para hemorroidas grau 2 e 3, sem muita componente externa, e se caracteriza pela ausência de cortes. Isso permite uma recuperação muito rápida, mas o resultado definitivo se observa a distancia de 3- 4 meses.

Pode ocorrer sensação de “reto cheio” em alguns casos, que persiste até por semanas com muito desconforto,ou dor propriamente dita, que se não é controlada com remédios, pode necessitar de uma nova cirurgia.

É uma técnica ótima, se bem indicada. Porém ainda não está coberta pelos convênios.

 

Hemorroidectomia com grampeador ou PPH

É uma técnica que teve grande uso no recente passado e ainda é utilizada por muitos colegas.

É baseada numa resseção de mucosa retal distal para reduzir o prolapso do plexo hemorroidário e reduzir o fluxo sanguíneo neste último.

Perdeu popularidade pela quantidade de complicações até graves que ocorreram em alguns casos, e hoje em dia tem indicações bem especificas.Se bem indicada ainda é uma boa técnica.

Resumindo:

  • cada caso é um caso, se seu vizinho sofreu muito não significa que vc vai sofrer também
  • se aguardar muito, a doença hemorroidaria pode avançar causando maior dificuldade ao cirurgião que irá operar, com resultado pior e pós-operatório com um pouco mais de dor
  • para cada paciente tem uma técnica. Pergunte a seu médico os prós, os contra e as possíveis complicações. Não existe ato cirúrgico onde não exista uma possível complicação. 
  • A sua experiência com a hemorroidectomia será com certeza mais tranquila do que vc está pensando agora.